quinta-feira, 26 de abril de 2012

O jangadeiro

"Porque a vida nos obriga a ser fortes..."

Entre 
mim e você
o silêncio dos séculos
o poder das palavras
comporta o tempo

o Amor
em lavras!




A magia 
           da água
A  leveza
           do vento
O fascínio 
          do fogo
Na terra 
          do pensamento!


Entre nós:
a História parada
no enredo suspensa
a vida enluarada
no destino - sentença:
 - um jangadeiro  universal
 -  a costear o cerrado
 - doces dunas de sal
 - serenas
               repousam a meu lado. 
                                                                                                                                                     

   * todos os direitos reservados

6 comentários:

  1. Olá, Gil. És uma artífice das palavras. Engendras versos como quem ergue pilastras de vento para sustentar o navegar das velas-verso repletas de simbologia e sentimentos. Trazes em cada metáfora o cálido ruflar das asas do Sentir e o faz ter Sentido.
    Beijo Terno!Parabéns pela bela poética!

    ResponderExcluir
  2. Amigo, deixa-me sem palavras diante da beleza do comentário. Resta-me apenas a felicidade de saber que pensa assim.

    Beijo carinhoso

    ResponderExcluir
  3. Nem sempre os sentimentos são capazes de unir os que estão distantes. Outros mistérios e outras forças, às vezes, se interpõem entre os que se desejam.

    Ou acreditamos que um dia será possível e lutamos por isso, ou tornamos lembrança o que foi intenso, para buscar repouso em outro cais.

    obrigado pela poesia sempre sensível e bela.
    bjo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alegria imensa em ter sua presença de volta...bj

      Excluir
  4. "Não existe vento favorável para quem não sabe onde quer chegar" (Seneca). o vento que sopra a vela de nossa "jangada afetiva" só é favorável quando os pares escolhem ir para o mesmo destino, têm o mesmo foco. Complementando o ditado que reza "os opostos se atraem", digo que até pode ser, mas para permanecer juntos deve existir igualdade no que ambos sonham, planejam, almejam.
    Há muito não via alguém escrever em linhas luxuosas e com palavras tão simples como tu escreves Gil. Acredito que escrever dessa maneira é dom, dom de amar, dom de sentir, dom de ser, enfim, Amor!

    Jasa...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que comentário lindo! Fiquei sem palavras...rs. Concordo plenamente com o que você disse.

      Beijos

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...