terça-feira, 8 de novembro de 2011

Invisível



Marginalizado
Pela vida
Pela sociedade
Por você
- Que olha e não me vê!
Estende a moeda
Mas não sabe o meu nome.
Desvia seus passos
Ignora minha fome.


Não existo:
sou ilegal
imoral
marginal!
... Alma do vento
translúcido pensamento.
Imune
à dor
ao amor
ao sabor
ao horror.

Sem passado
Sem futuro
Herói mascarado
Ponto negro...
No escuro!

10 comentários:

  1. Simplesmente fantástico! Poucas vezes vi tamanha sensibilidade social ao se descrever poeticamente ao cotidiano. A poesia pulsa intensa e tensa em você. Lindos versos sobre uma realidade não tão linda assim.

    Fraterno Abraço!
    Beijo Terno!

    ResponderExcluir
  2. O corriqueiro com toques de inefável.

    Sua "maga"!

    =D

    Beijos, querida!

    ResponderExcluir
  3. Gustavo, Que bom que você gostou! Ser invisível dói e o cotidiano rouba a alegria das cores. Penso que a poesia precisar encontrar o "Belo" mesmo em cenas comuns em branco e cinza.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  4. Já estava com saudades de você, bela Luna...
    É sempre bom ler a magia das suas palavras.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. ... tem a falta de humanidade ,e muitas das vezes somos desumanos mesmo , olhamos mas não queremos enxergar o que vemos .

    Obs : como pode escrever tão bem ? Nossa !

    Beijo Grande !!

    ResponderExcluir
  6. Obrigada, Daniela! Não escrevo tão bem assim...
    Falo apenas do que me incomoda: silêncio que aprisiona e as palavras que se calam.

    Um grande beijo!

    ResponderExcluir
  7. Oi querida tudo bem? DEUs a abençõe muito e que vc seja forte e feliz em tudo que tiver que viver.. seja forte e corajosa em suas decisões querida para seres bem sucedida. beijinhos na fé e fica com DEUS!
    http://cristianesilvacompartilhandoexp.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Tão linda suas palavras.
    Um beijo
    Denise

    ResponderExcluir
  9. Obrigada, Denise! Quisera nunca me sentir invisível.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  10. Como já foi dito, 'magníficas palavras tão bem agrupadas em um contexto tão simples e sincero'. =)
    Os poemas estão cada vez mais belos(todos, sem exceção)...
    Beijos...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...