sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Não mais






Negra espera
Tortura invisível
Alma-cratera
O imprevisível!
Amigos que vem
Outros que vão...
O mal e o bem
Pura ilusão.

Não mais
O coração altivo
O olhar sonhador
Amor-cativo
E opressor!
Palavras-poemas
Tradução humana
Cotidiano em temas
Fúria romana.

Não mais
Noites de lua
Rede na varanda
Alegria da rua
A eterna ciranda...
Tarde vazia
Tempo parado
Encanto e magia
Corpo e pecado.

Não mais... Não mais..
Essência nua ... Tanto faz.


5 comentários:

  1. Belo poema, belo blog, belo tudo!
    Está de parabéns, Gilvânia!

    ResponderExcluir
  2. Poxa, que beleza de escrito, palavras tão bem colocadas e um sentido tão claro...Parabéns pelo Blog, seus textos são realmente muito bons, escreves maravilhosamente bem, tens uma sensibilidade admirável, tudo aqui me agradou, então não hesitei em me tornar seu seguidor...

    Quando puder, passa la no meu tbm e vê o que acha
    http://essenciaego.blogspot.com/

    Abraço apertado
    Té mais ;P

    ResponderExcluir
  3. "Alma-cratera" falou alto aqui em mim.

    Lindo.

    ResponderExcluir
  4. Que bom, Luna, que gostou do neologismo...Obrigada.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...